Assumir as rédeas da sua vida!

Você sabe o verdadeiro significado de proatividade?

Proatividade significa ser responsável pelas minhas escolhas e suas respectivas consequências. É compreender que sou hoje, fruto das escolhas que fiz no passado e que colherei amanhã aquilo que estou plantando hoje. Simples assim. O que acontece na minha vida tem a ver com a minha vida e não com a vida do meu vizinho.

Mas isso é muita pressão!

Pode parecer em um primeiro momento, mas da mesma forma que eu tenho a responsabilidade eu também tenho toda a liberdade e o poder de construir aquilo que eu quero. O fato de assumirmos a responsabilidade de ser proativo gera uma liberdade dentro da gente e quando abraçamos a responsabilidade por nossas escolhas e claro, as suas respectivas consequências, geramos inicialmente um “peso” por admitirmos as responsabilidades por nossos atos. Com o tempo isso nos trará poder por termos liberdade de criar nosso próprio destino e ter a liberdade para definir aquilo que construiremos em nossas vidas.

“Nos acostumamos a entregar nosso destino nas mãos dos outros e a assistir passivamente reclamando que não temos aquilo que queremos (ou merecemos)!”

Assim, se eu não estou satisfeito com a minha vida e com o quê estou fazendo dela, basta eu construir os fatos de maneira diferente. Quanto mais proativo formos, mais proatividade traremos para nosso dia a dia e dessa forma, mais realizações teremos alcançado.

Ser ou não ser Vítima?

Outro ponto fundamental é, de uma vez por todas, detonar com o muro das lamentações, o famoso mi-mi-mi. Chega de ser reativo, ser vítima. Abra-se para o novo. Nesse momento, será fundamental prestar muita atenção na sua linguagem e suas atitudes. Por exemplo: quando você se pegar culpando-se ou tentando achar algum culpado para o que não está dando certo na sua vida, volte imediatamente.

Como já dizia Saint Exupery, “Você se torna eternamente responsável por aquilo que cativa”. Ou seja, o que acontece na sua vida tem haver contigo e com mais ninguém.

“Você se torna eternamente responsável por aquilo que cativa”

O hábito da proatividade nos convida a assumir as rédeas da minha vida e aprender com os resultados das minhas escolhas. Se o resultado for positivo, comemore, se presenteie, pois você merece. Ainda assim, quando nossas escolhas não trouxerem um resultado bom, ficamos calmos por saber que poderemos mudá-las na próxima oportunidade.

Não ficamos remoendo nem buscando culpados, pois o sentimento de vítima nos tira todo o poder e afunda cada vez mais. Ao invés de voltar às lamúrias, buscamos aprender com os erros e o que podemos fazer para que isso não se repita novamente.

Baseado nisso conseguimos visualizar que nossas escolhas determinam nossos destinos, porém muitas vezes reagimos a qualquer estímulo externo sem ao menos pensarmos a respeito.

Entre o estímulo e a resposta temos sempre a possibilidade da Escolha. Sendo assim, podemos escolher quais “presentes” aceitamos e quais não nos pertencem. Isso nos permite exercer nossa escolha ao invés de reagirmos mecanicamente. Outra questão importante é que cada escolha traz junto suas consequências e ao escolhermos somos responsáveis por ambas. Quer saber sobre as escolhas que optamos em nossas vidas?

“Você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das consequências.”